ANDANDO NA GRAÇA - AEMSF

O clamor por um verdadeiro evangelho soa…

O clamor por um verdadeiro evangelho soa por todos os lados!

Ontem a noite liguei o rádio do carro e tinha um reverendo “tirando” palavras para os ouvintes, esses pediam palavras para a área sentimental, familiar, emprego, etc…

E esse tal “pregador” dava um versículo qualquer e acrescentava faça um voto,
– faça um voto que o Senhor mudará a sua vida sentimental
– faça um voto que o Senhor dará o melhor final de ano
– faça um voto e …

Depois completava, faça o voto, deposite o valor no banco tal, na conta tal
Desculpe a expressão, mas o charlatanismo desses pseudo pregadores chegou ao limite. Para esse homem tudo era maldição…

Outros estão vendendo batismo nas águas do Rio Jordão por R$ 4.000,00 incluindo o aluguel da tolha, vestiário e da bata.

Eu digo: que volte o azorrague!

Cada vez mais fica evidente o que estão fazendo com o evangelho, esses discípulos de Mamom corrompem o evangelho e o pior é que se alastram cada vez mais. É bíblico isso, Jesus avisou que fariam mercadoria do povo de Deus.

Pregadores que levam o povo a se endividar para dar a aparência de prosperidade têm os seus dias contados.
Pregadores que pregam e defendem que prosperidade é ter bens materiais, tais como: carros, helicópteros, aviões, mansões, relógios, roupas, etc… também têm os seus dias contados.
Estão recebendo a sua glória aqui na terra, pois lá no céu não tem nada depositado. Acumularam tesouros aqui na terra e deixaram de acumular tesouros no céu.
Fizeram da pegação do evangelho negócio, rentável, e sem pagamento de impostos.

A prosperidade (ter as necessidades supridas pelo poder de Deus) é intrínseca a salvação, e não por fazer barganhas, ou comprar Deus com votos, etc…

Alguém, um dia, afirmou:
Se o homem não julgar-se a si mesmo, os outros julgarão
Se ainda assim não mudar Deus o julgará
Mas, se não houver arrependimento o governo o julgará
Davi respondeu: “É grande a minha angustia! Prefiro cair nas mãos do Senhor, pois é grande a sua misericórdia, e não nas mãos dos homens”. 1 Crônicas 21:13

Por causa desses homens muitos projetos para levar o Evangelho do Senhor Jesus Cristo fica emperrado por falta de doadores. Porque os homens sérios, que levam a Palavra a tempo e a fora de tempo, em lugares difíceis, e a lista é grande, não oferecem vantagens como esses banqueiros da fé, que fizeram dos seus ministérios bancos de investimento: as pessoas investem, fazem votos, e ganham 30, 60, 100 por um. Ou, se fizerem o voto a vida sentimental irá mudar, o emprego virá, o marido voltará, porque compraram a bênção.

Que o julgamento comece pela casa de Deus!
Mas como eu disse, por todos os lados o clamor por um verdadeiro evangelho soa, há pessoas piedosas que clamam dia e noite pela pregação da Palavra de Deus.

Desejam o que o Apóstolo Paulo declarou em I Coríntios 2:1-5
Eu mesmo, irmãos, quando estive entre vocês, não fui com discurso eloquente nem com muita sabedoria para lhes proclamar o mistério de Deus.
Pois decidi nada saber entre vocês, a não ser Jesus Cristo, e este, crucificado.
E foi com fraqueza, temor e com muito tremor que estive entre vocês.
Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito,
para que a fé que vocês têm não se baseasse na sabedoria humana, mas no poder de Deus.

Para completar publico novamente o que J. Lee Grady afirmou:

“A teologia da prosperidade está machucando a África”, diz missionário no continente, que lamenta distorções no Evangelho

A teologia da prosperidade está ferindo a África. Essa é a constatação do missionário J. Lee Grady, que trabalha no continente através da organização The Mordecai Project.

Grady é ex-editor do portal cristão de notícias Charisma News e vem se dedicando ao trabalho missionário na África há alguns anos. Em seu artigo, ele afirma que a teologia da prosperidade é “uma das maiores ameaças à fé no continente”.

“Eu sei que a origem desta mensagem é pregada nos Estados Unidos, e eu sei que nós somos os únicos que a exportaram para o exterior. Não estou minimizando os danos que a pregação da prosperidade tem feito em meu próprio país. Mas eu testemunhei como alguns cristãos africanos estão tomando esta mensagem com foco no dinheiro”, disse o missionário, demonstrando preocupação com os extremos.

De acordo com o artigo escrito por J. Lee Grady, a teologia da prosperidade na África mistura o cristianismo com o ocultismo: “Um pastor enterrou um animal vivo sob o piso de sua igreja para ganhar o favor de Deus. Outro pediu a seus fiéis para trazer garrafas de areia para a igreja para que ele pudesse ungi-las, então ele disse às pessoas para polvilhar a areia em suas casas para trazer bênçãos. As pessoas que seguem esses charlatões são lembrados de que a sua colheita prometida não se concretizará, a menos que eles façam grandes doações”, relatou.

O evangelho pregado a partir da teologia da prosperidade “alimenta a ganância”, diz Grady, que complementa: “Qualquer pessoa que conhece a Cristo vai aprender a alegria de dar aos outros. Mas o evangelho da prosperidade ensina as pessoas a se concentrar em obter, não dar. Na sua essência, é uma fé egoísta e materialista, com um fino verniz cristão. Os membros da Igreja são constantemente convidados a semear para colher as recompensas financeiras cada vez maiores. Na África, conferências inteiras são dedicadas à coleta de ofertas, a fim de alcançar a riqueza. Pregadores se gabam sobre o quanto eles pagaram em ternos, sapatos, colares e relógios. Eles dizem a seus seguidores que a espiritualidade é medida pelo fato de que eles têm uma casa grande ou um bilhete de primeira classe. Quando a ganância é pregada no púlpito, se espalha como um câncer na casa de Deus”, lamentou.

Outro ponto prejudicial destacado no artigo é o orgulho. Segundo J. Lee Grady, a teologia da prosperidade “deu origem a um estilo deformado da liderança”.

“Eles plantam igrejas não porque eles têm sede de alcançar as almas perdidas, mas porque eles vêem cifrões quando preenchem um auditório com cadeiras. A mensagem egoísta produz líderes oportunistas que precisam de posição, aplausos e muitas vantagens para mantê-los felizes. O pregador da prosperidade mais bem sucedido é o mais perigoso porque ele pode convencer a multidão de que Jesus morreu para dar a você e a mim um carro importado”, criticou o missionário.

Uma das essências do cristianismo, a formação de um caráter segundo o caráter de Deus, vem sendo deixada de lado nas igrejas africanas que adotaram a teologia da prosperidade: “[Essa pregação] é uma imitação pobre do evangelho, porque não deixa espaço para a fragilidade, o sofrimento, a humildade ou atraso. Ele oferece um atalho ilegal. Os pregadores da prosperidade prometem resultados imediatos e durante a noite de sucesso , se você não receber o seu avanço, é porque você não deu dinheiro suficiente na oferta. Jesus chama-nos a negarmos a nós mesmos e segui-Lo; A pregação da prosperidade nos chama a negar Jesus e seguir as nossas concupiscências materialistas. Há uma crise de liderança na igreja africana porque muitos pastores estão tão empenhados em ficar ricos, que eles não acompanhar o processo de discipulado, que exige abnegação”.

Por fim, Grady conclui com uma estatística lamentável que depõe fortemente contra a teologia da prosperidade. Segundo ele, esse tipo de pregação torna os fiéis ainda mais pobres: “Igrejas têm crescido rapidamente em muitas partes da África de hoje, mas a África Subsaariana é a única região do mundo onde a pobreza aumentou nos últimos 25 anos. Assim, de acordo com as estatísticas, o evangelho da prosperidade não está trazendo prosperidade! É uma mensagem errada, mas acredito que Deus vai usar os líderes africanos quebrantados e abnegados para corrigir isso”.

fonte: Gospel+

 

3 thoughts on “O clamor por um verdadeiro evangelho soa…

  1. Que o Senhor o abencoe homem de Deus, o mundo pecisa de homens como o Sr.
    Como Samuel que levou o povo de Israel ao VERDADEIRO CONHECIMENTO DO CARACTER DE DEUS atravez de um ARREPENDIMENTO VERDADEIRO. Bem vindo ao ministerio da verdade e de amor.
    Porque os tais nao conhecem a Deus, e muito menos querem conhecer, se eu disser que a Africa esta longe de conhecer a Cristo estaria errado afinal de contas foram os europeus que trouxeram o evangelho da prospeidade para Africa, e sao esses que com o douramento teologico feito na Europa, America do sul e nos Estados Unidos vem para Africa em nome do Evangelho, como se fossem OVELHAS nos seus coracoes sao examente LOBOS.
    Precisamos de dos verdadeiros Homens arrependidose convertidos SALVOS, pastores que dao sua em defesa da OVELHA e nao que tira vida de uma pobre.
    Porque a mensagem e: Arrependai-vos porque e chegado o Reino dos Ceus Mateus 3:7-9;
    Mateus 4:16
    Nao devemos fugir da regra.
    Paz do Senhor homem de Deus
    Marcos Bizeque
    Pr da Igreja de Cristo Ebenezer em Mocambique-Beira Cidade-Sofala Provincia-Centro Zona-Mocambique Pais- Africa Austral Regiao.

    1. Jesus nao precisou chamar doutorados, mestrados para o MINISTERIO. Afinal de contas o chamado e ministerio e nao PROFISAO.
      E tempo de frustrar o satanas com todos seus demonios, obreiros, e seus aliados, filhos da mentira conhecendo a verdade mesmo assim torcem para o seu proprio proveito ganancioso. prestaram contas ao Verdadeiro Jesus filho de Deus Vivo.
      Africa preciso de acordar do profundo sono(Cegueira e morte espiritual.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido, copia e transcrição necessita autorização do autor