ANDANDO NA GRAÇA - AEMSF

A face oculta do adultério

Por que o adultério é celebrado? Por que casais em adultério recebem cumprimentos ao casar e não os pêsames? O adultero é menos pecador que o ladrão, ou o idólatra, ou qualquer outro mencionado em diversas passagens bíblicas? Por que o adultério é tratado como sendo algo de somenos importância?

O adultério é um pecado gravíssimo, como qualquer pecado, e é contra a santidade e a autoridade de Deus.

Definição bíblica de ADULTÉRIO:

Relação sexual que um homem casado tem com uma mulher que não é sua esposa ou vice-versa {#Jr 23.10; Jo 8.3}. A IDOLATRIA era chamada, figuradamente, de adultério {#Jr 3.8; Ez 23.37}.

Claramente a questão do adultério é tão grave quanto a idolatria, pois tem o mesmo peso, a mesma medida. Então, por que o adultério tem sido tratado como irrelevante pela maioria dos pastores, ou dos líderes eclesiásticos? Porque temos muitos idólatras em nossos púlpitos, sim muitos adúlteros vivendo uma vida dúbia e muitos fatos têm sido relatados ao longo dos anos. E temos visto muitos líderes largando o seu cônjuge e casando com outros.

Só quem passou por essa dor violenta sabe avaliar o quão pernicioso é esse assassinato de sonhos, de ideais, de vida. O adultério e os adúlteros jamais deveriam ser celebrados e sim lastimados, deveria ser um velório e não uma festa, deveria ser tristeza e não jubilo, não deveriam receber cumprimentos e sim pêsames.

Para um casamento ser constituído após o adultério outro casamento teve que ser assassinado e como fica aos olhos de Deus? Há benção de Deus nesse caso? Ai do pastor que fizer esta cerimonia, é tão conivente com esse crime quanto os próprios autores.

O Apóstolo Tiago em sua epístola no capitulo 2:11 declarou: 

Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu, pois, não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei.

Reafirmo: o adultério é um assassinato de sonhos, de ideais, de vida.

O Apóstolo Paulo afirma em I Coríntios 6:9-10, o seguinte: (atente ao rol em que está inserido os adúlteros)

Não sabeis que os injustos não hão de herdar o Reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o Reino de Deus.

E Jesus Cristo o que afirmou? Em Mateus 5:27-28, Ele fez a seguinte declaração:

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela.

Para piorar a situação Ele continua afirmando nos versículos 31 e 32:

Também foi dito: Qualquer que deixar sua mulher, que lhe dê carta de desquite. Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério; e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.

Há um engano proposital no seio evangélico nesses dias, porque uma grande quantidade de líderes eclesiásticos está em adultério e para que o seu pecado não seja revelado eles se calam e são coniventes com o pecado do povo.

Vemos celebrações nas redes sociais todas as vezes que um casal de adúlteros se forma, já afirmei e repito, não deveria haver celebração e sim tristeza, apenas pêsames. Essa pseudo alegria carrega a dor de um marido ou de uma esposa abandonada e traída.

Verdadeiros homens de Deus, sim, porque sinto em dizer, a maioria é falsa (são lobos mercenários e devoradores) têm tratado diversos casos, de cônjuges em crise, em depressão, em tristeza profunda, porque foram traídos por quem amavam, confiavam, entregaram a vida. É triste ouvir relatos, os mais variados, de situações vexatórias, vergonhosas, que acontecem em grande quantidade em nossos dias, com o aval desses lobos mercenários e devoradores. A recompensa dos tais não tarda. Sugiro a leitura da Epístola de Pedro no Capitulo 2 e destaco os versículos 12, 14 e 17

Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção,

tendo os olhos cheios de adultério e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição;

Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva.

Atentem para a chamada de atenção do autor da Epistola aos Hebreus no capitulo 13 versículo 4:

Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém aos que se dão à prostituição e aos adúlteros Deus os julgará.

O mesmo texto na linguagem de hoje é assim:

Que o casamento seja respeitado por todos, e que os maridos e as esposas sejam fiéis um ao outro. Deus julgará os imorais e os que cometem adultério.

Sim, o casamento é uma instituição divina que deve ser respeitada, honrada, cuidada, fidelizada, porque se assim não for haverá julgamento e condenação eterna. Esses casamentos ou ajuntamentos provenientes de adultério estão todos condenados por Deus e caso não haja confissão e abandono de pecado a recompensa que os aguarda é terrível.

Os lobos mercenários devem ser denunciados e expostos, pois, como diz Pedro: “Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção,”

O Profeta Jeremias fez a seguinte declaração no seu livro no capitulo 29 versículo 23: 

Porquanto fizeram loucura em Israel, e cometeram adultério com as mulheres de seus companheiros, e anunciaram falsamente em meu nome palavras que não lhes mandei dizer; e eu o sei e sou testemunha disso, diz o SENHOR.

Adultério é pecado contra a santidade e a autoridade de Deus. Deus estabeleceu uma hierarquia que tem sido quebrada constantemente e que precisa ser restabelecida. Paulo declarou em sua primeira epístola aos Coríntios no capitulo 11 versículo 3:

Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão, a cabeça da mulher; e Deus, a cabeça de Cristo.

Depreendemos que o casamento é formado por uma hierarquia que não se limita ao casal, Deus e Cristo estão nesse negócio. Assim sendo quando um cônjuge se levanta contra o outro em traição, frontal e diretamente está se levantando contra Deus e contra Cristo.

Ao formar um novo casal, pelo adultério, Deus e Cristo não fazem parte desse negócio, mas o diabo e seus demônios sim. Alguns afirmam que houve o divórcio, então, o novo casamento é permitido, grande engano, o cônjuge que adulterou ao se juntar com a outra parte está formando uma aliança em pecado, debaixo de maldição.

Esdras, o profeta, aponta o caminho para a solução no capitulo 10 versiculos 2 e 3:

Então, respondeu Secanias, filho de Jeiel, um dos filhos de Elão, e disse a Esdras: Nós temos transgredido contra o nosso Deus e casamos com mulheres estranhas do povo da terra, mas, no tocante a isso, ainda há esperança para Israel. Agora, pois, façamos concerto com o nosso Deus, de que despediremos todas as mulheres e tudo o que é nascido delas, conforme o conselho do Senhor e dos que tremem no mandado do nosso Deus; e faça-se conforme a Lei.

A única solução é o rompimento dessa aliança que está debaixo de maldição. No texto menciona as mulheres estranhas, mas por aplicação estende-se aos homens estranhos. Enquanto não houver essa quebra a maldição estará presente podendo levar a morte eterna. Alguns entendem que por passar os anos e nada aconteceu, continuam vivos, a maldição findou, sinto informar que não, pois o pecado sendo consumado gera a morte (morte eterna).

Esdras continua apontando a solução no mesmo capitulo, nos versículos 10 e 11:

Então, se levantou Esdras, o sacerdote, e disse-lhes: Vós tendes transgredido e casastes com mulheres estranhas, multiplicando o delito de Israel. Agora, pois, fazei confissão ao SENHOR, Deus de vossos pais, e fazei a sua vontade; apartai-vos dos povos das terras e das mulheres estranhas.

Esse é o caminho:

– Fazer confissão

– Apartar, separar, do cônjuge em adultério

“Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração! ” Hebreus 4:7

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido, copia e transcrição necessita autorização do autor