SÁBADO [SOMBRA DE UM PRINCÍPIO]

O sábado é a sombra; a substância é Cristo (Cl 2.16-17). Por isto, não nos ocupamos mais com a sombra; temos a substância. Não guardamos o sábado; descansamos em Cristo. O Sábado foi uma dádiva preciosa que Deus concedeu ao povo de Israel, mas aquele povo não apreciou. Era uma parte integrante daquela lei do velho concerto e traz lições preciosas para nós, cristãos, no dia de hoje, sendo uma sombra do nosso descanso espiritual em Cristo. O sábado do Velho Concerto, portanto, era uma sombra do descanso que gozamos hoje em Cristo.

Jesus é Senhor do sábado = Jesus é Senhor do descanso. Em Jesus Cristo temos o nosso lugar de descanso.

SÁBADO [Descanso]: O sétimo dia da semana, dedicado, entre os judeus, ao descanso e à adoração {Gn 2.2-3; Êx 20.8-11} – Era uma festa sagrada, na qual os Israelitas deviam abster-se de todo trabalho. A quase totalidade das igrejas cristãs guarda o DOMINGO.

Era a demonstração de confiança total em Deus. O nível de confiança deveria ser tal, que Deus exigiu do seu povo não só um dia, o sétimo, mais, também, um ano inteiro deveria ser de descanso para a terra. Durante seis anos deveriam trabalhar a terra e ao sétimo seria descanso total. (Levítico 25:2-4)

Foi de fato uma dádiva preciosa que Deus deu ao povo de Israel (Êx 16.29), mas convém observar que não é somente “o sábado do Senhor” (Êx 16.23), é também “um sábado ao Senhor” (Êx 31.15). Ao mesmo tempo que proporcionava descanso e refrigério ao homem, deveria proporcionar algo também a Deus. Ao deixar de lado a preocupação com as coisas materiais, o homem deveria ocupar-se com as coisas espirituais, e assim Deus receberia adoração e louvor. Além do propósito imediato de proporcionar ao homem descanso e trazer a Deus honra e louvor, havia algo mais, na celebração do sétimo dia. Era uma sombra “das coisas futuras” (Cl 2.17).

Descansar é a forma do homem mostrar a sua total confiança em Deus (CONFIAR, ESPERAR, DEPENDER), é muito mais do que um dia na semana, é parar de querer controlar e deixar o controle nas mãos de Deus; é desistir de obter tudo pela sua própria força, ou pela força do seu braço e usar a força de Deus; é remover todo embaraço e todo pecado e correr a carreira com paciência.

O princípio do descanso (CONFIAR, ESPERAR, DEPENDER), estabelecido por Deus, tem início lá no Éden, pois Deus trabalhou seis dias na criação do mundo e ao sétimo dia descansou e determinou ao homem que fizesse a mesma coisa, por estatuto perpetuo.

Depois da lei de Moisés, o que era para ser um princípio na vida do homem, passou a ser uma imposição legalista, a qual Jesus veio quebrar – Mateus 12:8 – Porque o Filho do Homem até do sábado é Senhor; Marcos 2:27 – E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem, por causa do sábado.

UM DETALHE IMPORTANTE

Considerando a história do sábado, é importante observar que não há mandamento algum para a igreja guardar o sábado. E isto não é uma omissão. Deus não omitiu da Sua Palavra coisa alguma que fosse necessária ao Seu povo (veja 2 Tm 3.17). Longe de apresentar qualquer mandamento para guardar o sétimo dia, o Novo Testamento mostra que o cristão que estima um dia acima do outro é um cristão fraco (Rm 14.1-6). Reforçando isto, Paulo disse, escrevendo aos Colossenses: “Portanto ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados” (Cl 2.16).

Vemos, ainda, que, na carta aos Gálatas, escrita a igrejas que estavam começando a guardar dias, Paulo disse: “… Agora, conhecendo a Deus… como tornais outra vez a estes rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? Guardais dias… receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco” (Gl 4.9-11). Esta preocupação do apóstolo com relação aos gálatas deixa muito claro que o cristão que guarda o sábado, ou qualquer outro dia, está cometendo um erro gravíssimo e está jogando por terra a obra que Deus está fazendo.

DEFINIÇÃO DE DESCANSO

Tranquilidade de espírito; sossego. Estar em silêncio, estar calmo, esperar, provocar ou permitir que alguém pare com algum movimento ou trabalho a fim de recuperar e recompor suas energias, dar descanso, reanimar, dar a si mesmo descanso, descansar, manter quieto, de expectativa calma e paciente, repouso, pleno e abençoado descanso do trabalho pesado e dos problemas desta vida esperado na era vindoura pelos verdadeiros adoradores de Deus e pelos cristãos sinceros, metáf. a bem-aventurança celestial na qual Deus habita, e da qual ele prometeu tornar partícipes, quando as fatigas e provas desta vida chegarem ao seu fim, aqueles que permanecem firmes na sua fé em Cristo, ação de estar tranquilo. Isto é o sábado.

Opostas: cansaço, canseira, fadiga, atividade, dinamismo, energia, execução, movimentação, movimento, obra

Mateus 6:25,28; Lucas 12:22,26; Filipenses 4:6; Salmos 37:5,7; Provérbios 3:5,6

Mateus 11:29 – Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma.

No grego 2 palavras são usadas para descanso: ANAPAUSIV / ANESIV – Ambas as palavras, em certo sentido, significam descanso, mas em diferente perspectiva. ANAPAUSIV é o descanso que vem pela pausa no trabalho, que pode ser simplesmente temporário. ANESIV significa literalmente o relaxamento das cordas anteriormente apertadas. Por isso, é usada para designar descontração, especialmente aquilo que vem pelo relaxamento de condições desfavoráveis de qualquer tipo, tal como aflição.

EM OPOSIÇÃO AO DESCANSO ESTÁ A ANSIEDADE

Ansiedade – um mal que tenta nos atingir, perigosíssima, pecado.

Ansiedade = Perturbação de espírito causada por incerteza e por receio. I Pd. 5:6-7; Fp. 4:6-8. Ansiedade, nada mais é, do que sofrer de véspera e na realidade é pecado porque é totalmente contrária a fé. É um entulho lançado a fim de impedir-nos de chegar às águas vivas. Gn. 26:17-18

Devemos ocupar nossa mente com o que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, de boa fama, naquilo em que há virtude (poder), no que é louvável. Tudo o que precisamos já existe: Sl. 23:5; Ef. 1:3. Mas, os entulhos, como a ansiedade, nos impedem de chegar à mesa ou de usufruirmos toda a plenitude de Deus. O pecado nos separa de Deus. O pecado sendo consumado gera a morte (separação) – remova o pecado e o acesso estará liberado.

Em Deus temos descanso – não precisamos ou não temos nada a temer. Sl. 91:1-7; Sl. 3:6

Costumo usar a seguinte afirmação: “Nada em nossas vidas está morto ou cheirando mal há quatro dias que não possa ser ressuscitado”. Está de acordo com os seguintes textos bíblicos: Jo. 11:25,40; Jó 14:7-9; Gn. 18:14

A ansiedade vem porque não queremos esperar o tempo determinado pelo Senhor. Ele determinou tempo para todas as coisas. Ec. 3:1-8; II Sm. 11:1. No tempo estabelecido por Deus precisamos obedecer, porque se ficarmos ociosos o pecado será gerado. Em compensação, todos nós, precisamos estar em obediência para que, quando o tempo estabelecido chegar, o “de repente” de Deus, estejamos prontos. At. 1:7; Jo. 14:12

ONDE ESTÁ A SUA CONFIANÇA?

Em que se baseia a sua fé? Em que você está seguro? Em que você espera?

Isaías 30:15 – Versão King James em Português

“Com efeito, assim diz o Soberano Yahweh, o Santo de Israel: “No arrependimento, na conversão e na paz produzida pela fé está a vossa salvação; na paciência e na tranquilidade está o vosso poder; contudo, vós o rejeitastes!”

Salmos 121:1-8

– ELEVO os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.

Não deixará vacilar o teu pé: aquele que te guarda não tosquenejará. Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.

O Senhor é quem te guarda: o Senhor é a tua sombra à tua direita. 6O sol não te molestará de dia nem a lua de noite. O Senhor te guardará de todo o mal: ele guardará a tua alma. O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.

Em várias ocasiões Deus ordenou do monte e o povo buscava a Deus no monte no VT

Monte = lugar da presença de Deus no VT

Egito = lugar de escravidão (servidão)

Precisamos entender que é necessário confiar, esperar e depender em Deus.  Em qualquer situação seja boa ou ruim (crise), precisamos olhar sempre para Jesus. Às vezes precisamos ficar quietos no colo do Pai, seguros em Seus braços, descansando no Seu poder. É preciso entender que depois da tempestade ou das dificuldades vem à resposta de Deus, vem o livramento. As promessas de Deus começam a entrar em ação a partir do momento em que todas as possibilidades humanas se esgotam e entramos no descanso de Deus.

Exemplos: Abraão, José, Moisés, Gideão, Lázaro, os discípulos e Jesus no barco durante a tempestade (Mateus 8:23-27), os discípulos na tempestade e Jesus anda sobre as águas vindo ao socorro deles as 3 da manhã (Mateus 14:22-33)

Andar por fé – II Coríntios 4:18 e 5:7

Deus cuida de nós – Mateus 10:29-33

Tesouros em vasos de barro – II Coríntios 4:7-10

A lógica humana é diferente da lógica de Deus e por isso a lógica humana não funciona com Deus, os Seus caminhos são diferentes dos nossos, os Seus tempos são diferentes dos nossos. O tempo de Deus não é medido pelo relógio, mas é medido pelos derramares do Seu Espírito em nós. Eclesiastes 3:1-8, Atos 1:7, I Pedro 5:6-9

Até quando Senhor? Isaías 32:15

Não podemos abaixar nossos braços e permitir que o diabo, o pecado, os pesos (embaraços) conquistem espaço em nossa vida. Pois o pecado desqualifica o homem de receber as bênçãos de Deus e nos põe fora da maratona. Hebreus 12:1-2, Atos 3:19

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.