ANDANDO NA GRAÇA - AEMSF

A desesperança de um povo…

O Brasil corre um sério risco… O Brasil vive um momento muito crítico em sua história. É a primeira vez? Certamente que não, a história se repete, porém, em tempos de informação a velocidade da internet e com uma população acima dos 200 milhões, nunca na história do país houve momento tão crítico.

Acabamos de viver um impeachment presidencial, a economia estava parada, investidores fugiam do país, o desemprego chegou à mais de 10 milhões e de alguma maneira o povo acreditou que essa mudança traria algum ar fresco, alguma mudança, porém a mudança foi para mais do mesmo… apenas virou o disco e tocou o mesmo, como nos toca discos antigos…
O Congresso Nacional continuou o mesmo, os representantes do povo, eleitos pelo povo, para a casa do povo, não representam o povo… usam o povo para serem eleitos, mas em seus postos distanciam-se desse povo…

Logo o Brasil corre um sério risco… Um país pode viver com corrupção, com desemprego, com justiça falha, com falta de segurança, etc… mas não pode viver com um povo desesperado…
Basta ver a própria história…
Sempre que o povo perde a esperança faz escolhas trágicas e elege ou nomeia “salvadores da pátria” que aparecem com discursos eloquentes, palavras escolhidas a dedo, soluções miraculosas, falam o que o povo quer ouvir…
A história nos diz que esses “salvadores” são ditadores, que uma vez no poder, usarão toda a máquina pública para perpetuarem-se e dominarão com mão de ferro, exterminarão seus opositores, calarão a voz da sociedade, suas ideias prevalecerão, proibirão os pensamentos, as riquezas da nação serão suas riquezas pessoais… assim o povo descontente, desesperado passará a ser subjugado, dominado, escravizado e se contentará em ser massa de manobra e em ter apenas o pão e o circo como entretenimento.

Quando valores fundamentais à vida são dizimados constantemente, quando leis injustas são criadas para defender o indefensável ou, para dizer que é certo o errado e o povo se omite e se cala, ou faz escolhas equivocadas, como a que escolheu Barrabás, certamente haverá consequências…

Uns clamam de uma maneira, outros de outra maneira, mas só há uma maneira de resolver o problema e o poeta João Alexandre deu a solução:

Como será o futuro
Do nosso país?
Surge a pergunta no olhar
E na alma do povo
Cada vez mais cresce a fome
Nas ruas, nos morros
Cada vez menos dinheiro
Pra sobreviver
Onde andará a justiça
Outrora perdida?
Some a resposta na voz
E na vez de quem manda
Homens com tanto poder
E nenhum coração
Gente que compra e que vende
A moral da nação
Brasil olha pra cima
Existe uma chance
De ser novamente feliz
Brasil há uma esperança!
Volta teus olhos pra Deus,
Justo Juiz!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido, copia e transcrição necessita autorização do autor