HOJE OU AMANHÃ?

Há um habito de postergar tudo para amanhã, por outro lado fazemos planos que iremos aqui ou acolá, faremos isso ou aquilo, construiremos, viajaremos, mudaremos, enfim tudo no futuro, entretanto não somos donos do tempo, nem da vida. O seu dia é hoje, o amanhã não é seu. Então cumpra-se a vontade de Deus que é boa, agradável e perfeita. Não ponha ou seja empecilho! Não deixe para amanhã o pedido de perdão. Arrependa-se hoje. Peça perdão hoje. Perdoe hoje. Cuide bem da família de sangue e da fé, a vida é um conto ligeiro e a chance é aqui/agora Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel. 1Tm. 5:8)

Quando nos deparamos com uma cena da morte, sobretudo de um ente querido, precisamos fazer uma profunda reflexão sobre como estamos levando a nossa vida, como lidamos com as diversas situações à nossa volta, andamos conforme a Palavra de Deus ou conforme a nossa vontade?

A vida de todos nós está pendurada por um fio e esse fio é a vontade de Deus. Tão forte ou tão fraca quanto a vontade de Deus! Presentes nesse corpo, ausentes no Senhor, mas em todo caso precisamos agradar ao Senhor e não a nós mesmos! Muitos gastam todo o seu esforço, dinheiro nessa vida e nada fazem para a eternidade. “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” 1 Co. 15:19

A morte física não pode ser temida por nenhum cristão, pois é apenas a passagem deste mundo para o Seio de Abraão. “E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico e foi sepultado”.  Lc. 16:22. Os santos e justos tem ou veem na morte uma grande oportunidade de se encontrarem com o Senhor, os anjos do Senhor vem buscá-los e conduzem-nos a presença do Senhor. Que grande honra.

O Apóstolo Paulo afirmou: – Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho. Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei, então, o que deva escolher.  Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor Fp. 1:21-23). E o mesmo apóstolo disse: – Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor Rm. 14:8).

Certa vez ouvi um pastor dizer enfaticamente que a morte é uma violência. Mas a Palavra de Deus diz: – Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos Sl. 116:15).

O que é a morte?

1) O fim da vida natural, que resultou da QUEDA em pecado (Gn 2.17; Rm 5.12). É a separação entre o espírito ou a alma e o corpo (Ec 12.7). Para os salvos, a morte é a passagem para a vida eterna com Cristo (2Co 5.1; Fp 1.23).

2) No sentido espiritual, morte é estar separado de Deus (Mt 13.49-50; 25.41; Lc 16.26; Rm 9.3), e a segunda morte é estar separado de Deus para sempre (Ap 20.6,14).

No título de Ec. 12 diz: – a mocidade deve preparar-se para a velhice e para a morte. A morte é inevitável. Hb. 9:27; Ec. 8:8; Jó 30:23. De forma alguma podemos temê-la. É a nossa passagem para o paraíso, é o fim de todas as aflições e de todos os sofrimentos vividos nesta terra. Poderíamos até afirmar que deveria ser um dia de alegria, jamais de tristeza e choro excessivo. Assim vemos que a morte dos santos é desejada, sem temor, preciosa, esperada, triunfante, possuída de um elemento divino, de grande ganho, iluminada pela fé, bem-aventurada, alívio das aflições.

Há um grande conforto em I Ts. 4:13-18 – Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

Até Balaão falou da morte em Nm. 23:10b – … Que eu morra a morte dos justos, e o meu fim seja como o dele. Davi declarou no Sl. 23:4 – Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Salomão declarou em Pv. 14:32 – ela sua malícia, será lançado fora o ímpio, mas o justo até na sua morte tem esperança.

Quando a morte deve ser temida?

A morte deve ser temida quando o homem anda em pecado, em desobediência a Deus e a Sua Palavra. Hb. 9:27; Rm. 6:23; Rm. 8:6; Tg. 1:15; Ap. 21:8; Pv. 21:16; Rm. 5:12)

Ez. 18:23,32 – Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? Diz o Senhor Jeová; não desejo, antes, que se converta dos seus caminhos e viva? Porque não tomo prazer na morte do que morre, diz o Senhor Jeová; convertei-vos, pois, e vivei.

Ez. 33:11 – Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor Jeová, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva; convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que razão morrereis, ó casa de Israel?

 

AO PASSAR O JORDÃO

I

Quando o Jordão passarmos unidos,

E entrarmos no céu, veremos lá,

Como areia da praia os remidos,

Oh! Que gloriosa vista será!

 

Coro

Tantos como a areia da praia!

Tantos como a areia do mar!

Que gozo sentirá

Todo o salvo pois verá,

Sim, tantos como a areia da praia!

II

Quando virmos os salvos do mundo,

Que a morte jamais alcançará,

Se saudarem com gozo profundo,

Oh! Que gloriosa vista será!

III

Lá na margem do rio da vida,

Onde paz e justiça haverá,

Nós veremos a terra prometida;

Oh! Que gloriosa vista será!

IV

Quando Cristo Jesus contemplarmos,

Coroado no céu como está,

E prostrado aos Seus pés adorarmos,

Oh! Que gloriosa vista será!

 

FOI GRAÇA

Asaph Borba

I

Quando terminar esta vida e lá no céu eu chegar

Haverá uma multidão de irmãos

Esperando pra me abraçar, e perguntarão a uma voz,

Voltados para mim ,Oh conta-nos como você irmão,

Venceu e chegou aqui.

E falarei, e cantarei de Jesus que me salvou

Que por este pecador a si mesmo se entregou.

II

Foi graça, graça, super abundante graça

Graça, graça, preciosa e doce graça.

Foi graça irmão, Graça irmão,

Eu vos digo que foi assim

Foi só pela graça de Jesus

Que eu venci e cheguei aqui.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido, copia e transcrição necessita autorização do autor