ANDANDO NA GRAÇA - AEMSF

Quanto vale um casamento?

Para muitos “cristãos” não vale nada. Com o apoio de seus pastores muitos “cristãos” destroem seus casamentos pelos motivos mais fúteis possíveis. Estou falando de cristãos, frequentadores (membros) de igrejas e de seus pastores e não estou falando de pessoas que não conheceram a Palavra de Deus e vieram destroçadas do mundo.

Nos últimos vinte anos, desde o crescimento de algumas igrejas, os valores bíblicos e morais da família têm sido destruídos aos poucos e sistematicamente, e o adultério tem sido instituído nos púlpitos e nas cadeiras das igrejas como sendo algo normal e aprovado por Deus.

Esses cristãos apoiados por seus pastores se esqueceram de que a Palavra de Deus não muda e continua tão válida hoje quanto no tempo em que foi escrita.

Quero avisar a vocês cristãos, que creem neste falso evangelho, que as consequências para a vossa vida será a destruição total sem chance de retorno. Porque chegará o dia em que todos nós, sem exceção, compareceremos diante do Tribunal de Cristo e todos os nossos atos serão apresentados diante Dele, e dependendo do que decidimos fazer aqui na terra iremos para o céu ou para o inferno. Ali não haverá desculpas, a hora de arrependimento e mudança é aqui e agora.

Ali não adiantará culpar o seu pastor por ter ensinado errado acerca do divórcio. Ele fez isso porque não tinha conhecimento da Palavra de Deus, ou pior ainda era um lobo em pele de ovelha e estava mais interessado no seu dinheiro e na vida que esse dinheiro lhe proporcionaria aqui na terra do que na sua salvação.

Como é possível uma pessoa que se diz cristão e alguém que se diz pastor aceitar o divórcio? Afinal a Bíblia é mentirosa?

Muitos falsos profetas e mestres estão espalhados por todo o mundo procurando maneiras de deturpar a Bíblia e deturpar sua santidade, como sendo a Palavra de Deus, alegando que traduções foram mal feitas, que no original não era assim e por ai afora. Isso tem feito muita gente se tornar vaidosa, egoísta e consequentemente adúltera. O julgamento para esses falsos profetas e mestres será terrível. Não se deixe enganar, pelos seus frutos os conhecereis…

A santidade do casamento é corrompida e o que vem logo à razão, quando os problemas surgem: divórcio. O Senhor abomina o divórcio, a quebra da aliança. Quem quebra a aliança do casamento, também quebra a aliança com Ele. O Senhor compara o casamento com a Igreja: A Igreja é a noiva e Cristo, o noivo, vem buscar uma noiva imaculada, virgem, sem contaminação, pura e santa. O marido vem buscar sua esposa do mesmo modo que Cristo vem buscar a sua noiva.

A mulher alega que não está indo contra a vontade de Deus nem tão pouco indo contra a Sua autoridade ao pedir o divórcio, simplesmente está se levantando contra o marido. O marido alega que não está indo contra a vontade de Deus, apenas não ama mais a mulher, não a suporta mais. Qualquer um que assim age é rebelde e contradizente e se seu pastor der o consentimento ele é um falso profeta.

A falta de submissão no casamento deve-se ao fato de também não serem submissos ao Senhor. A falta de amor no casamento deve-se ao fato de também não amarem ao Senhor. O marido deve amar a sua esposa como Cristo amou a Igreja, como? Dando a Sua vida por ela. Ou seja, tudo o que acontece na Igreja é  reflexo do que acontece nos lares. Do mesmo modo como tratam o compromisso, a aliança de sangue, tratam ao Senhor: de qualquer maneira e sem valorizar o compromisso.

Casamento é algo sério, uma instituição divina, criado por Deus, protegido por Deus, abençoado por Deus, onde Ele se coloca como peça principal, pois a Palavra de Deus diz que o marido é o cabeça da mulher, Cristo é o cabeça do marido e Deus é o cabeça de Cristo.

Ora o marido não deve subjugar sua esposa, nem tão pouco a mulher deve querer ser maior que o marido, cada um tem sua posição e ambos estão sujeitos a Cristo que está sujeito a Deus. Esta é a hierarquia de comando. Assim qualquer que se separar do seu cônjuge está indo sim, frontalmente, contra a autoridade de Cristo e de Deus.

O divórcio é uma ofensa a Deus, não há respaldo na Palavra de Deus. A única hipótese para a quebra da aliança é a prostituição, nada mais, nenhuma outra desculpa é aceita.

É melhor tanto os pastores quanto os cristãos voltarem a ler a Bíblia. Muitos substituíram por livros que contem alguns versículos fora de contexto e por isso aberrações têm sido criadas.

Muitas igrejas para mostrar crescimento deram títulos de pastores a todos e a qualquer um, pessoas sem preparo e sem compromisso com o Reino de Deus, mas compromissados com o bolso e com a posição social, dando origem a “teólogos” que interpretam a Bíblia a seu bel prazer. Daí esta geração de pessoas reformadas que não sabem a diferença entre o que é certo e o que é errado. Sepulcros caiados por fora, mas por dentro estão podres.

Que o mundo viva em crise é compreensível, mas os cristãos vivendo em crise nos mostra que algo está muito errado e que precisa urgentemente da ação do Espírito Santo.

Quem disse que casamento é fácil? Exige renuncia a cada dia, morte do ego, a cruz deve estar sempre presente, perdão, não é nada fácil. No entanto é bíblico, é bom, é prazeroso, é abençoado por Deus, é uma das formas de crescimento da igreja.

Jesus disse que se alguém não perdoar será entregue nas mãos dos atormentadores. O que é o divórcio senão a ausência de perdão?

Jesus comparou o casamento a Igreja. Ai está: Se Deus aprova o divórcio, como dizem esses pastores por ai, onde ele entra na comparação com a Igreja? Este povo honra ao Senhor com seus lábios, mas o seu coração está longe Dele.

Há muita coisa permitida pelas leis dos homens que são completamente contrárias as leis de Deus e certamente o divórcio é uma delas. Deus abomina o divórcio.

Sabe o que é abominar? Quer dizer odiar. Deus odeia o divórcio ou repúdio.

Mas alguém poderá dizer: – você não crê no evangelho pregado na minha igreja ou pelo meu pastor, porque ele tem nos ensinado que o divórcio é permitido por isso…

Não creio nesse evangelho, e o chamo de outro evangelho, apoiado por um outro espírito e por um outro jesus. E a Bíblia diz que qualquer que pregar outro evangelho seja anátema (maldito).

Quanta gente completamente enganada. Esse espirito do erro tem atuado em muitas denominações e tem causado um estrago terrível, pessoas que abandonam seus casamentos e se casam com outras, cometendo adultério. O pecado sendo consumado gera a morte.

Você pode ficar nervoso com esta palavra, mas é melhor que fique nervoso agora do que no dia do julgamento final. Porque ainda há chance de recuperar o seu casamento, ainda chance de arrependimento, ainda há chance de mudança.

O amigo verdadeiro é aquele que lhe avisa antes de você cair no buraco. Mas muitos têm deixado às pessoas caírem no buraco a pretexto de ir socorrê-las depois… Pode ser muito tarde, você é senhor do amanhã?

Leia a Bíblia e comprove o que está escrito aqui:

  • Malaquias 2:13-16;
  • Mateus 23:27;
  • Gálatas 1:8-9;
  • Romanos 7:1-3,6;
  • Mateus 18:22-35;
  • Mateus 19:1-12;
  • Marcos 10:2-12 (ler com atenção os versículos 11 e 12)

“Quem pode receber isso que o receba” – Jesus Cristo

Leia tambem: Manifesto pela familia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido, copia e transcrição necessita autorização do autor