A SOLIDÃO DOS CÔNJUGES

Que coisas terríveis se veem em nossos dias, pessoas solitárias em meio à multidão, e essa solidão chegou também aos lares. Por todos os lados vemos famílias vivendo ilhas de isolamento dentro de casa e com o advento dos smartphones e o wi-fi acirrou a solidão e isolamento.

Ainda pior é a solidão dos cônjuges. Marido e mulher trabalham fora, quando estão em casa ocupam-se de tudo, inclusive dos smartphones e somente na hora de dormir, talvez, dediquem tempo um ao outro, e segundo algumas mulheres porque o marido tem interesse sexual nessa dedicação (algumas dizem que o marido só lembra quando quer ter sexo). Muitas mulheres colocam seus trabalhos e carreiras o ponto principal da vida, negligenciando a comunhão e obediência a Deus, relegando o marido, os filhos e o lar a segundo ou terceiro plano.

Motivos diversos e discussões à parte, vamos nos ater a um tipo de solidão que está muito comum em nossos dias, sobretudo na vida daqueles que têm chamada ministerial, que têm uma chamada de Deus para Servi-lo com dons e talentos dados por Ele mesmo: muitas esposas não acompanham a chamada dos seus maridos, por diversos motivos, e em sua maioria mesquinhos e egoístas. Devemos lembrar que as esposas estão ao lado de seus maridos como companheiras, ajudadoras, e não o contrário, deixem de lado as ideias demoníacas de machismo e feminismo que vieram para destruir os valores eternos de Deus.

Eu quero me dirigir especificamente às esposas, as mulheres virtuosas conforme esta escrito em Provérbios 31, as mulheres cristãs (seguidoras/discípulas de Jesus Cristo, que nasceram de novo).

E a chamada da esposa? O Marido não pode acompanhá-la? Não! A esposa é quem deve acompanhar o marido, segundo o modelo bíblico, porque o marido é o cabeça da relação (Ef 5:22-24), como Cristo é o cabeça do marido e Deus é o cabeça de Cristo, existe uma hierarquia estabelecida pelo próprio Deus desde o inicio da humanidade. Alguns falsos pastores, inclusive nomes conhecidos, alegam que a Bíblia precisa ser atualizada, mas eles é que precisam nascer de novo e reconhecer ao Senhor Jesus Cristo, como único, suficiente Senhor e Salvador.

Mas, diabolicamente, muitas mulheres estão se revoltando contra o que Deus estabeleceu, há muita rebelião envolvida, e a rebelião é pecado de feitiçaria. Mulheres com mais de 30 anos de casadas se revoltando e abandonando a família, para “ser feliz” segundo elas, outras não abandonam a família original e criam diversos problemas no relacionamento matrimonial, em alguns casos chegando ao divórcio, abandonando filhos. As redes sociais mostram as reais intenções dessas mulheres, basta ver os tipos de fotos que publicam e como são insinuantes.

Nos últimos anos, como pastor, tenho acompanhado diversos casos de revoltas de mulheres contra o marido, indo frontalmente contra a Palavra de Deus, a ponto de uma ter alegado que poderia se divorciar porque Deus permite quando há dureza do coração, e o coração dela estava endurecido depois de 25 anos de casada, sendo assim o divorcio era uma opção e tinha a aprovação de Deus. É certo que há muitos maridos nunca compreenderam a sua função ou o papel primordial, mas a maioria nesses casos em que tenho tido a oportunidade de aconselhar, as mulheres e que não tem compreendido qual a sua função ou o papel primordial.

Por causa de Eva, a primeira mulher, existe uma condenação sobre a mulher por permitir ser enganada e ter caído em transgressão: Gn 2:16 – E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará. Porém o Apóstolo Paulo mostrou a maneira dessa sentença ser alterada: a mulher será salva se permanecer em modéstia na fé, santificação e amor, dando a luz filhos (I Tm 2:11-15).

Um conselho aos que são solteiros e que pretendem casar: Não queira transformar uma mulher tola em sábia, porque mais cedo ou mais tarde ela manifestará a sua tolice destruindo seu casamento (lar). Evite-as… (O mesmo conselho vale para as mulheres em relação a homens tolos). Muitas mulheres procuram príncipes encantados, olham para a beleza física e para a conta bancária, esse é o problema, quando o encantamento acaba a verdade aparece, trazendo à tona o que se escondia.

Toda e qualquer confusão contra a família e contra os cônjuges, nada mais é do que um ataque frontal do diabo contra o projeto de Deus. O Diabo conseguiu vencer algumas batalhas contra a igreja, provocando as famílias ao divórcio, fruto de desentendimentos, adultérios, manipulações. Porém a guerra contra a Igreja não foi vencida e a Verdade sempre prevalecerá… Conheça a Verdade e Ela te liberará. Mas com tudo isso a guerra do diabo contra a Igreja não terminou e as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja de Cristo.

CASAMENTO – Instituição divina pela qual um homem e uma mulher se unem por amor numa comunhão social e legal com o propósito de estabelecerem uma família {Gn 1.27-28; 2.18-24}. É permanente e só pode ser dissolvido pela morte {Rm 7.2-3} ou, excepcionalmente, pelo divórcio {Mt 19.3-9}. Hebreus 13:4 – Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.

Casamento é uma parceria em amor, uma aliança de amor, um acordo pelo amor, uma cooperação que visa estabelecer na terra o Reino de Deus, e a instituição da hierarquia é para preservar, proteger, prolongar, sustentar, manter.

Qual a função ou o papel primordial do marido?

AMAR, ENTREGAR, SANTIFICAR, PURIFICAR, APRESENTAR, ALIMENTAR, SUSTENTAR, UNIR, SER, DAR HONRA, AMAR.

Efésios 5:25-33 – Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; porque somos membros do seu corpo. Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. Grande é este mistério: digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja. Assim também vós cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

Colossenses 3:19 – Vós, maridos, amai a vossa mulher e não vos irriteis contra ela.

I Pedro 3:7 – Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.

Qual a função ou o papel primordial da mulher?

REVERENCIAR, SUJEITAR OU OBEDECER, AJUDAR.

Gênesis 2:18  E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele

Efésios 5:22 – Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor;

1 Pedro 3:1 – Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas ao vosso próprio marido, para que também, se algum não obedece à palavra, pelo procedimento de sua mulher seja ganho sem palavra,

Ao atentarmos a Palavra de Deus vemos que o homem tem uma tarefa muito ampla e tem grande responsabilidade ao se tornar um marido, e se não desempenhar bem essas funções as orações serão interrompidas, ou seja, não têm resposta. Por isso Deus estabeleceu a hierarquia, lembrando que o homem foi criado em primeiro lugar e a mulher foi criada para o homem, conforme diz as Escrituras.

A mulher está ao lado do marido para lhe ajudar e dar confiança, pois enquanto ele está sendo o provedor do lar, ela está mantendo a casa em funcionamento e os filhos em conformidade com o que esta estabelecido na Palavra.

Quando um ou outro não cumpre sua chamada e se rebela, demônios invadem esse lar e se não houver um contra ataque esse lar será destruído.

Fica até estranho nessa sociedade moderna e politicamente moderna o papel do homem e da mulher, visto que a mulher também trabalha fora, e há uma intensa luta ou guerra para direitos iguais, etc. Em que filhos são substituídos por cães e/ou gatos. Essa guerra é espiritual, vai muito além de direitos civis ou igualdade, é uma guerra contra o que está estabelecido na Palavra de Deus, valores que têm sustentando a humanidade desde o principio da criação.

No Reino de Deus homem e mulher trabalham juntos, um ao lado do outro, um ajudando ao outro, um apoiando ao outro, não dormindo sem resolver os problemas, sem que haja paz dentro de casa.

“O casamento deve ser contraído com reverência e no temor de Deus, considerando-se os fins para os quais ele foi ordenado, isto é, para o companheirismo, o apoio e o consolo que os esposos devem proporcionar um ao outro enquanto viverem.

“O casamento foi ordenado para dar continuidade à sagrada instituição da família, e para que os filhos, que são herança do Senhor, sejam criados em retidão e respeito às coisas de Deus. O casamento contribui também para o bem-estar da sociedade e para transmitir – mediante a boa ordem familiar -, a pureza, a santidade e a verdade de geração em geração.

Lembrando mais uma vez O QUE É O CASAMENTO?

– É uma instituição de Deus.

– É uma ordenança de Deus.

– É a união para que duas pessoas se tornem uma.

– É uma construção diária, semanal, anual, para a vida inteira até que a morte separe.

– É um constante exercício de fé e amor

– É renuncia diária a si mesmo, aos desejos e vontades pessoais.

– É renuncia ao isolacionismo.

E para encerrar este artigo quero lembrar as PRIORIDADES NA FAMÍLIA:

  • Deus
  • Marido/Mulher
  • Filhos
  • Casa
  • Trabalho

Muitas esposas põem: (têm tudo ao contrário)

  • Trabalho
  • Filhos
  • Casa
  • Parentela
  • Deus
  • Marido

Muitos maridos põem: (tem tudo ao contrário)

  • Trabalho
  • Amigos
  • Mulher
  • Deus

Mateus 7:24-27

Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha: E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.

E aquele que ouve estas minhas palavras, e as não cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.