UNIDADE ESPIRITUAL

Unidade, um assunto tão importante para Deus que Jesus antes de ser crucificado passou um longo tempo ministrando e intercedendo por Seus discípulos e por todos nós (João 17), para que pudéssemos aprender e receber o espírito da unidade, nos tornando um só com Cristo e um só uns com os outros. – Jesus disse que o mundo só O conheceria se visse esse espírito de unidade em nós!

João 17:21-23 – para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E EU DEI-LHES A GLÓRIA QUE A MIM ME DESTE, PARA QUE SEJAM UM, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim e que tens amado a eles como me tens amado a mim.

A unidade espiritual da igreja é uma obra exclusiva de Deus. Não podemos produzir unidade; apenas mantê-la.

 Unidade é ter este pensamento

Efésios 4:1-6 – Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da Paz, {que consiste em}:

  1. Há um corpo e um Espírito,
  2. Como também fostes chamados em uma esperança da vossa vocação;
  3. Um Senhor,
  4. Uma fé,
  5. Um batismo;
  6. Um Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos, e em todos.

Todos aqueles que nasceram de novo fazem parte da igreja e seus membros devem demonstrar aos olhos do mundo, de forma visível, essa unidade interna.

A desunião dos crentes é uma ameaça à igreja e um escândalo diante do mundo. Essa atitude desonra a Cristo e a própria igreja. Paulo alertou para o fato de que uma igreja dividida é uma presa fácil no caso de um ataque frontal da sociedade externa. Assim, não basta apenas ficar firme contra os perigos que vêm de fora; é preciso acautelar-se contra o perigo de reduzir ou ficar reduzido a pequenos fragmentos por causa das divisões internas. Para o apóstolo Paulo uma santa e una igreja” não era apenas um artigo de fé.

Filipenses 1:28 – E em nada vos espanteis dos que resistem, o que para eles, na verdade, é indício de perdição, mas, para vós, de salvação, e isto de Deus.

Filipenses 2:1-4 – Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.

EXISTE UM TIPO DE PENSAMENTO PREDOMINANTE, CONTRÁRIO AO ESPÍRITO DA UNIDADE

Há uma hipocrisia instalada na mente de muitos, fruto da raiz judaizante que impera em larga escala por aí que consiste em:

  • Saber quem é o maior,
  • Quem comanda e quem é comandado,
  • Quem manda e quem obedece,
  • Quem recebe e quem paga.

Este não é o espírito quando se fala em unidade!

Os que têm essa mente, claramente não compreendem os ensinamentos de Jesus:

Mateus 18:1-4 – Naquela mesma hora, chegaram os discípulos ao pé de Jesus, dizendo: Quem é o maior no Reino dos céus?

E Jesus, chamando uma criança, a pôs no meio deles e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no Reino dos céus.

Lucas 22:24-27 – E houve também entre eles contenda sobre qual deles parecia ser o maior.

E ele lhes disse: Os reis dos gentios dominam sobre eles, e os que têm autoridade sobre eles são chamados benfeitores.

Mas não sereis vós assim; antes, o maior entre vós seja como o menor; e quem governa, como quem serve.

Pois qual é maior: quem está à mesa ou quem serve? Porventura, não é quem está à mesa? Eu, porém, entre vós, sou como aquele que serve.

ESSE TIPO DE PENSAMENTO PROVOCA MOTIVOS OU CAUSAS QUE INTERROMPEM A UNIDADE

 – Egocentrismo: porque acham que sua opinião ou seu jeito de fazer é melhor

 – Competição: querem sempre estar “certos” e serem “melhores”, colocam-se em pedestais ou altos.

 – Autopastoreio: não conseguem se abrir para serem ensinados, conduzidos, pastoreados, caminhar em bando como as ovelhas.

Judas versículo 12 fala que essas pessoas que se autopastoreiam, ou seja, que são pastores de si próprias e não se submetem a pastores e líderes espirituais, são iguais a “nuvem sem água” e “árvores sem raízes”, são estéreis e não geram frutos que permanecem.

 – Opressão maligna: há um espírito maligno atuando em suas vidas.

Em alguns casos é um legado de orfandade, quando as pessoas não tiveram a figura paterna presente e acolhedora na sua infância.

Em outros casos trata-se de um “espírito de bode” mesmo, que gera pessoas solitárias, que não sabem viver em grupo como as ovelhas.

Mas para todos esses casos é possível a cura e a libertação em Cristo Jesus.

Acredito que os líderes que trabalham nos dias de hoje – grupos, organizações e denominações – precisam observar o que Paulo diz em 2a Coríntios 12:

– Pois não vou atrás dos vossos bens, mas procuro a vós outros. Não devem os filhos entesourar para os pais, mas os pais, para os filhos. Eu de boa vontade me gastarei e ainda me deixarei gastar em prol da vossa alma. Se mais vos amo, serei menos amado? Pois seja assim, eu não vos fui pesado; porém, sendo astuto, vos prendi com dolo. Porventura, vos explorei por intermédio de algum daqueles que vos enviei? Roguei a Tito e enviei com ele outro irmão; porventura, Tito vos explorou? Acaso, não temos andado no mesmo espírito? Não seguimos nas mesmas
pisadas?

DEFINIÇÃO

 Unidade é Ação coletiva, que tende a um único objetivo: COESÃO; INTEGRAÇÃO; UNIÃO.

 Coesão – Aderência, força que une entre si as moléculas dos líquidos ou dos sólidos. Qualidade de algo em que todas as partes estão ligadas umas às outras.

Figurado: Harmonia, associação íntima.

Integração – Ato ou efeito de integrar. ≠ DESINTEGRAÇÃO

[Sociologia] – Adaptação, incorporação de um indivíduo ou grupo externo numa comunidade, num meio. ≠ SEGREGAÇÃO

Integrar – Conjugar, Tornar inteiro ou cabal = COMPLETAR.

Possuir na sua constituição ou formação (ex.: a orquestra integra jovens de várias nacionalidades).

Tornar(-se) parte de um conjunto ou de um grupo. = INCLUIR, INCORPORAR.

Adaptar(-se), combinar(-se).

União – Ato ou efeito de unir. Junção de duas coisas ou pessoas.

Conformidade de esforços ou pensamentos. Concórdia. Aliança. Adesão. Confederação. Contato. Liga. Casamento.

 BASE DOUTRINÁRIA

 Filipenses 2:1-4 ARC – Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.

Paulo apresenta quatro pilares que sustentam a unidade cristã. Esses pilares não são criados pela igreja; são dádivas de Deus à igreja. Paulo coloca esses fundamentos em forma de cláusulas condicionais, mas ele assume em cada uma que a condição é verdadeira. Esses pilares já existem e eles precisam ser o alicerce da unidade.

Podemos ver a obra da própria Trindade na construção da unidade da igreja. Os crentes estão em Cristo, experimentando a realidade do amor de Deus, pela ação do Espírito Santo.

Quais são esses pilares da unidade?

1) Exortação em Cristo

A palavra grega paraklesis sugere que há uma obrigação colocada sobre os filipenses, oriunda diretamente de sua vida comum “em Cristo”, para trabalharem juntos e em harmonia.

Paulo está convidando os filipenses a lembrar-se de seu status de comunidade amada por Cristo.

Todo crente tem recebido encorajamento, exortação e conforto de Cristo. Essa comum experiência deveria unir os crentes. Ninguém pode caminhar desunido com seu semelhante e ao mesmo tempo estar unido a Cristo. Ninguém pode viver a atmosfera de Cristo e viver ao mesmo tempo odiando a seus irmãos.

2) Consolação de amor

Aqui, é o amor de Cristo pela igreja que Paulo tem em vista.

Ao conclamar os crentes para que vivam juntos em harmonia, Paulo apela para os mais altos motivos:

  • O amor que o Senhor da Igreja nutre por seu povo deve impeli-los a viver dignament
  • O amor de Cristo nos leva a amar como Cristo nos amou (1a João 3:16).
  • O amor nos leva a suportar uns aos outros. O amor nos leva a perdoar uns aos out

3) Comunhão do Espírito

A participação comum no Espírito, pela qual os crentes são batizados em um só corpo, deveria determinar a morte de toda desavença e espírito de partidarismo dentro da igreja. O Espírito Santo trouxe os cristãos à comunhão uns com os outros.

Aquele que os uniu em Cristo, também os uniu uns aos outros.

  • É o Espírito Santo que produz a nossa comunhão com Deus e a nossa comunhão com os irmãos.
  • É o Espírito que nos une a Deus e aos irmãos de tal maneira que todo aquele que vive em desunião com seus irmãos dá provas de não possuir o dom do Espírito.

4) Entranhados afetos e misericórdia

A palavra grega splanchna “afetos” significa literalmente “as entranhas humanas, consideradas como a sede da vida emocional. Filipenses 1:8 – Porque Deus me é testemunha das saudades que de todos vós tenho, em entranhável afeição de Jesus Cristo.

Enquanto no primeiro capítulo a palavra está se referindo ao amor de Paulo pelos filipenses, aqui ela se refere ao amor de Cristo por eles e através deles.

Já a palavra grega oiktirmoi “misericórdias” é a palavra que descreve a emoção humana da piedade terna.

A irmandade em uma igreja não se limita a “sentimentos” nem se resume em atividades de ajuda e frias ações.

Certamente nossas” entranhas” precisam ser movidas, e as aflições do irmão precisam despertar em nós uma viva compaixão.

TIPOS DE UNIDADE QUE NOS DÃO PODER

UNIDADE NO CASAMENTO E NA FAMÍLIA – A esposa precisa se unir ao seu marido ou ajudá-lo nas decisões e assim viverem em concordância.

Quando há concordância dentro do lar, tudo se torna possível, principalmente se estiver em linha com Deus. Os filhos precisam estar em concordância com os pais, seguindo as suas instruções, o segredo para a vida em abundância esta aí.

É o princípio da unidade que Jesus disse em Mateus 18:19, quando dois
concordarem na terra em oração, será concordado no céu e concedido por Deus Pai.

UNIDADE ENTRE EU E DEUS – Eu preciso me unir a Ele – estar em concordância com seu propósito para minha vida. Assim eu sou instrumento para contribuir que a unidade da igreja, da família, do Grupo Familiar, dos discípulos etc., seja aperfeiçoada.

Se formos um com Ele, o Seu reino estará em primeiro lugar na nossa vida, sendo assim não teremos dificuldade de viver e praticar a Sua Palavra, não teremos dificuldades de ser fiel, de fugir do pecado, de ser submisso aos nossos líderes, nos esforçaremos para fazer discípulos frutíferos, pois refletiremos a vontade perfeita de Deus em todas as áreas da nossa vida.

UNIDADE COM A VISÃO E O CHAMADO DA IGREJA – Unidade entre mim e você, isto é, entre os irmãos em Cristo. Estar unidos não é apenas estarmos todos juntos em um culto, no Grupo Familiar ou conviver na igreja, na família ou trabalho.

Não levantaremos altares individuais. Nenhum de nós é uma unidade
independente. Não somos uma instituição impessoal. Nossa relação é de
alinhamento de aliança. Não há espaço para quebra de alianças, assim Deus renova suas bênçãos e Satanás tem seu acesso desautorizado e que, como notas musicais, as experiências pessoais, embora individualmente essenciais, só desempenharão sua plena função se combinadas com o todo na harmonia de uma única melodia. Somos uma sinfonia.

Crianças, adolescentes, Jovens e adultos, homens e mulheres, serão parceiros tocando e cantando uma única canção.

Queremos ser uma família de famílias. Para recebermos a bênção da visão do que ministério que fazemos parte, do corpo que somos membros, precisamos estar em unidade.

UNIDADE ENTRE DISCÍPULO E PASTOR – O discípulo se une ao seu líder no propósito, na linguagem, na visão, no sonho e na missão…

O resultado é crescimento e conquistas em todos os níveis. Esta unidade com o Pastor e com o grupo forma uma equipe e equipe é um conjunto de pessoas que, juntas, interagem plenamente entre si e que todos trabalham unânimes rumo a um mesmo e único objetivo proposto. Os integrantes desta equipe sempre cuidarão um do outro.

UNIDADE COM MINHA EQUIPE DE TRABALHO – Com as pessoas com quem compartilho o ambiente de meu sustento ou de estudo. A palavra de Deus diz que devemos fazer tudo como se estivéssemos fazendo para o próprio Jesus Cristo, por isso devemos fazer tudo sempre com primor.

A palavra de Deus também diz que o servo (trabalhador) deve honrar seu senhor (empregador) e que o senhor deve tratar o servo com dignidade, como seu irmão (Colossenses 3:23 e Efésios 6:5-9).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.