MANIPULAÇÃO – Primeiro passo para a dominação

Manipulação, num sentido pejorativo, é a falsificação da realidade que busca induzir alguém a pensar de determinada forma, através do controle e manuseamento de informações, provocando qualquer manobra que visa ocultar e suspeitadamente alterar a realidade, falsificando-a – exatamente como a manipulação de dados eleitorais, através dos institutos de pesquisas, dando legitimidade à fraude eleitoral.

É tratar uma pessoa ou grupo de pessoas como se fossem objetos, a fim de dominá-los facilmente. Essa forma de tratamento significa um rebaixamento, um aviltamento. Essa redução ilegítima das pessoas a objetos é a meta do sadismo. Sim, é tratar pessoas como “coisas” ou “objetos”, com o propósito de dominá-las e explorá-las. É o ato de levar alguém a tomar decisões sem deixar transparecer que essa decisão beneficiará a outrem. É induzir, é iludir as pessoas para levar vantagem e obter lucro. É dominar, enganar, ludibriar para tirar proveito da “boa-fé”, da inocência e da ingenuidade do outro. É a ação de manipular, de tocar, pegar ou carregar com as mãos (roubar).

  1. Palavras relacionadas – controle, tratamento, dominação

  2. Antônimos – livre arbítrio (liberdade de escolha)

  3. Sinônimos – controlar, mandar, obrigar, manuseação, manuseio, manuseamento

A manipulação é o primeiro passo para a dominação. Dominação conduz ao autoritarismo e à exploração moral e financeira. Não é por acaso que a liderança autoritária sempre foi a maneira de governar mais facilmente encontrada por lideres políticos e até por religiosos (não importando o seu matiz). Todo ladrão ou criminoso é manipulador, normalmente, alguém orgulhoso, fraudulento e avarento.

O manipulador busca o domínio sobre outros, basicamente, para possibilitar a realização desses dois intentos egocêntricos e individualistas, o “ser” e o “ter”. Manipula-se o outro, basicamente, para “ser”, ou para “ter”. 

  • A busca desenfreada por fama, honras, títulos, reconhecimento público e notoriedade é produzida pelo encantamento do querer “ser”. Ser reconhecido, ser popular e famoso é sinal de domínio, prestígio e sucesso. Reconhecimento popular é poder. 
  • O outro intento humano, que tem provocado manipulações vergonhosas, é a busca insensata por riquezas, é o encantamento pelo “ter”. É um sentimento acirrado pelo sistema dominante no mundo, que gera o consumismo exagerado que tomou conta da sociedade. Nesse ambiente, a pessoa vale pelo que possui, pelo que tem, pelo que ostenta e pelo que aparenta. Ser rico é sinônimo de sucesso, é a ganância pelo “ter” posses e bens.

Os manipuladores estão por aí, assumindo diversas facetas:

  1. Um simples cônjuge que usa as emoções para conseguir o que quer do outro, como muitas mulheres que negam ter relações com seu marido a fim que conseguir seus intentos ou mesmo para irritá-lo, ou maridos que têm comportamentos abusivos, alguns agressivos, outros que não sustentam a família e provocam privações de todas as formas. De qualquer forma, num ou noutro caso, torna-se um controle e uma dependência abusiva.

  2. Um pai ou uma mãe, as vezes ambos, que não conseguem abrir mão dos filhos depois do casamento, e continuam tratando-os como antes, enquanto estavam em suas casas. Pais manipuladores fazem muito mal ao casamento dos filhos. Alguns criam dependência emocional, outros dependência financeira para que os filhos sintam culpa e satisfaçam todo e qualquer desejo desses pais. Abusam da ordem bíblica que os filhos devem honrar os pais, e cobram gratidão esquecendo que gratidão é uma atitude do coração.
  3. Líderes religiosos, não importando o matiz, que utilizam da religião para subjugar o próximo, obrigando-os a cumprir os seus desejos mais sórdidos.

  4. Políticos, independentemente da legenda ou cor partidária, em sua grande maioria possui como uma de suas principais características, a manipulação indiscriminada da opinião e do apoio da grande massa da população, manipulação essa que de forma ilusória, quando analisamos determinadas gestões, sejam municipais ou estaduais, percebemos os descasos e a falta de zelo com a coisa pública, enquanto grande parte dos possíveis beneficiários, ou seja, os munícipes ainda conservam a ideia de que estão sendo beneficiados e que nenhuma perca esta sendo constatada, uma poderosa máquina de manipulação é utilizada pelas gestões municipais, refiro-me a mídia.

  5. Criminosos, que se infiltram em diversos lugares, para obterem vantagens e lucros ilícitos, não importando o mal que executem. Atacam a mente do outro com objetivo de roubar, expropriar, enfraquecer, expor, atacar, minar, tanto bens quanto a fé de muitos.

Para manipular é preciso modificar a realidade, falsificar conceitos, “maquiar” mentiras e esconder verdades. O manipulador, normalmente, finge que não mente, mas desvia a verdade para o lado que lhe interessa. Ele não fala à inteligência do outro, e nem deixa o outro utilizar a sua capacidade de raciocínio. Pelo contrário, ele não respeita a liberdade de decidir do outro e arrasta, sorrateiramente, para pontos estratégicos, levando a crer na sua “verdade”, levando a sentir emoções que desnorteiam e a tomar decisões que favorecem aos seus propósitos.

O manipulador pega numa imagem real, retirada do seu contexto original, insere sobre essa imagem ideias daquilo que ele quer obter, e o manipulado acredita piamente que a imagem que esta vendo condiz com a realidade. As ideias manipulativas são construídas sobre argumentos falsos, mentirosos, tendenciosos e interesseiros e, principalmente, apelam aos sentimentos, medos, fobias e fraquezas do outro. O pior é que poucas pessoas percebem que estão diante de ideias manipulativas, ou que estão sendo induzidas a fazer aquilo que o manipulador quer.

Todo o mundo, ou seja, o sistema dominante usa a manipulação para controlar as pessoas. Normalmente as pessoas, em geral, pensam que tomam suas próprias decisões, mas, na prática, 1% controla o mundo, que comprou 4%. Porém 5% estão despertos, mas 90% estão dormindo. 1% pagam os 4% para que os 5% não despertem os 90% que estão entorpecidos e escravizados pelo intenso desejo de consumir, entorpecidos através do olfato, audição, visão e tato. 

A manipulação encontra pouca resistência na maioria das pessoas por causa da ganância, ambição, cobiça, usura, avareza, busca incessante pelo lucro, vontade intensa e permanente de possuir ou de ganhar mais do que os demais. De acordo com Dra. Marisa Lobo (Psicóloga cristã), a palavra manipulação está associada a controlar direta ou indiretamente um objeto, animal ou pessoa, para atuar de uma determinada forma, de acordo com os desejos do agente manipulador; manipular é o ato de o sujeito fazer com que o outro faça algo sem raciocinar, sem senso crítico, dessa forma o manipulador pode conseguir que o manipulado faça coisas sem nem perceber que está sendo manipulado. Está intimamente ligada à sugestão psicológica.

Uma forma de manipulação é através da linguagem, pois é o maior dom que o homem possui, mas também o mais arriscado. A linguagem pode ser terna ou cruel, amável ou displicente, difusora da verdade ou propagadora da mentira.

A manipulação, que mais comumente se observa, se dá de quatro formas:

  1. Manipulação por intimidação

Intimidar é obrigar, é ameaçar através de promessas de castigo ou retaliação. É um procedimento antigo das religiões distorcidas da doutrina cristã. Enquanto a mensagem de Cristo é “servir por servir, e não para ser servido”, os líderes autoritários querem ser servidos e idolatrados. E, utilizando de uma pseudo-supremacia sobre os demais, intimidam para alcançar a aquiescência desses.

A intimidação pode ser direta ou indireta. A direta é aquela ameaça explícita: “Se você não fizer do jeito que eu estou mandando…”. A indireta é aquela que não é dita clara e explicitamente, mas é percebida nas entrelinhas dos discursos. É uma ameaça velada, mas que pode ser percebida nos castigos e nas retaliações que se dá a alguns para servir de exemplo aos outros. É como se indiretamente avisassem: “Se fizer como ele…“. As ameaças de exclusão também são intimidações.

  1. Manipulação por sedução

Ocorre com muita frequência onde querem tirar algum proveito financeiro, oferta, apoio, ou coisa assim. Bajulam os ouvintes com frases motivadoras e elogiosas. É a mesma estratégia do fofoqueiro que enche o outro de elogios antes de começar a “puxar a sua língua”. Toda a bajulação é uma forma de sedução com a finalidade de se obter alguma vantagem.

  1. Manipulação por provocação

É o tipo de manipulação que o diabo usou para tentar enganar Jesus: “Se você é Filho de Deus, ordene que estas pedras se transformem em pão”. Muitos religiosos vivem fazendo os mesmos desafios.

Outra faceta deste tipo de manipulação é dizer às pessoas que estão promovendo uma grande campanha e precisa de homens valorosos, pessoas de fé, crentes verdadeiros para fazerem votos especiais de doação, etc. É o mesmo recurso que o diabo utilizou.

  1. Manipulação por tentação

O diabo usou também deste tipo de manipulação ao abordar Jesus: “Te darei os reinos deste mundo e toda a sua glória, se …” Este é o tipo de manipulação mais utilizado por aqueles que querem tirar dinheiro, bens, informações, do próximo.

De acordo com a Psicanálise

De acordo com o site Psicanálise Clínica, identificar que está sendo manipulado não é tão simples. Muitas vezes, a manipulação é utilizada de uma forma tão audaciosa que os manipulados nem percebem.

Por ser difícil de identificar, normalmente, manipuladores não são identificados socialmente como aqueles que possuem um mau comportamento. Assim, manipuladores, comumente, transitam de personalidade. Camuflam suas atitudes com palavras doces e gentis. Por fim, o manipulado fica confuso e não sabe distinguir se o que ocorre é real ou apenas é algo da sua cabeça.

Psicanálise e manipulação comportamental

É estranho pensar que a manipulação pode estar mais inerente na vida dos indivíduos do que eles percebam. Muitos não se dão conta que estão sendo manipulados emocionalmente, pois como já foi pontuado, manipuladores costumam apresentar uma personalidade dócil para esconder-se.

O ser humano é sedutor por natureza por conta da necessidade de atenção. Dessa forma, muitas vezes a atitude não é intencional. Mas e quando há uma intenção direta? Nesse caso, chamamos de manipulação – Toda vez que alguém age na intenção de seduzir alguém para si, a fim de conquistá-la e usá-la em seu benefício próprio – às vezes só para satisfazer o ego – ela deve ser considerada como manipuladora.

Razões da personalidade manipuladora

  1. Não sabe lidar com a frustração – para o manipulador é frustrante lidar com algo que vai contra as suas expectativas, como receber um “não”. Tudo deve ser do jeito que imagina, seus desejos estão sempre acima de todos ao seu redor.

  2. O egocentrismo é a sua ordem – é consciente das suas ações, mas não se importa se os seus atos prejudiquem outras pessoas. Nada é mais importante do que seus próprios interesses.

  3. Chantagistas emocionais – por conta da carência constroem a dependência emocional manipulada, não deixando que os manipulados se libertem. Fazem de tudo para que sua carência seja suprida.

  4. Chantagistas profissionais – por conta da ganância, avareza, cobiça, inveja, manipulam a realidade para que outros façam o trabalho sujo, para que eles não sejam responsabilizados criminalmente pelos seus atos asquerosos.

  5. Pais superprotetores – tentam guiar os filhos e induzir conscientemente as suas escolhas. Não deixam que façam escolhas próprias.

Desejo de manipulação

Há o desejo de manipular outros indivíduos para mascarar as suas próprias feridas internas. O manipulador passa a responsabilidade de seus atos para as pessoas a sua volta. Assim, o intuito dessa ação é gerar culpa e deixar o manipulado cada vez mais preso na relação. É comum que o manipulador costume chamar a atenção e consiga fazer que todos percebam que na realidade ele é a vítima.

Pessoas manipuladoras são verdadeiras vampiras emocionais, sugam ao máximo suas vítimas. Por essa razão, é importante que a vítima consiga identificar se está numa situação de manipulação para preservar sua integridade psicológica.

Como posso identificar uma mente manipuladora?

É um pouco de difícil, mas você precisa perceber algumas situações.

  1. Normalmente, manipuladores são excelentes na oratória e conseguem convencer a todos que o rodeiam. Eles costumam adequar-se a qualquer situação, mudando sua personalidade, a fim de vender suas ideias.

  2. Também estão a todo momento demonstrando suas qualidades e exaltando como elas são incríveis e únicas.

Quais são as habilidades de um manipulador?

Ele sempre vai tentar construir uma realidade positiva para atrair o outro. Comumente, consome a energia de pessoas próximas. Ele projeta as suas feridas, não as curam e usa a manipulação para projetá-las em outras pessoas.

Vamos listar aqui algumas das habilidades dos manipuladores:

  1. Eles mentem – como arma para controlar suas vítimas, inventam mentiras totalmente convincentes.

  2. Fazem promessas – para atrair suas vítimas ainda mais para perto deles, sempre prometem “mundos”, mas que nunca serão cumpridos.

  3. São especialistas em fazer favores – os favores não são de graça, tudo que eles fazem é para cobrar o outro algum dia.

  4. Amam fazer elogios – são verdadeiros especialistas da bajulação. Vão descobrindo as coisas que o outro mais gosta, mas tudo isso será usado para manipular ainda mais. Aliás, quem não quer por perto alguém que sempre faz elogios? Mas tudo tem um preço para o manipulador.

De acordo com as Escrituras

Manipulação, manifestação comumente associada à mentira, consequentemente associado ao seu pai, o diabo (João 8:44). Esse ser ardiloso, trapaceiro, falso e que trata com falsidade, enganador (o que engana ou desaponta ou trai alguém), ludibriador, fraudador, o que leva sistematicamente ao erro é o maior manipulador que existe, desde sempre, tanto que conseguiu ludibriar 1/3 do céu. Recebemos, nas Escrituras, o relato de que um terço de “incontáveis hostes de anjos” (Hebreus 12:22) escolheu se rebelar com ele. João viu essa grande maravilha no céu: “… e eis um dragão, grande, vermelho… A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu, as quais lançou para a terra… E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.” (Apocalipse 12:3-9). Por essa e por outras, não ignoramos os seus ardis (2ª Coríntios 2:11).

E como já sabemos, para nós, que servimos a Cristo, a maldade humana é inconcebível, mas o homem é perverso por natureza, a maldade é intrínseca ao seu ser, não depende do diabo para ser mal, o homem é mal. E executar a maldade, em suas diversas formas, é apenas cumprir a sua natureza pecaminosa. Deliberadamente aborrece e rejeita a Deus com todas as suas forças.

O manipulador – que no caso do chantagista profissional pode chamar a si mesmo de político, sacerdote religioso, até de mentalista (praticante de uma antiga performance de artes cênicas que, com ajuda de hipnose, lógica, sugestão e princípios ilusionistas, apresentam ilusões e fenômenos relacionados com telepatia, telecinesia, precognição, clarividência e controle mental) a outros – é filho do diabo, sendo enganado e enganador, desonesto, que tenta subverter a mente do outro. Tal pai tal filho, que vêm para matar, roubar e destruir.

De acordo com a Psicanálise é possível se livrar dos manipuladores, e de acordo com as Escrituras também. Analise tudo o que foi dito neste texto e estude ao seu redor as pessoas que costuma lhe tratar dessa forma. É importante se afastar, pois quanto mais fica próximo do manipulador, mais ele manipula. Não ignore a pessoa por completo, assim como não ignore o diabo, por causa dos seus ardis (percepção mental, pensamento, propósito vil).

É necessário saber falar “não”. Sempre foi difícil negar algo para alguém que sempre o teve sobre controle, mas a hora é agora, não deixe suas prioridades de lado para fazer algo que você não pode fazer. Você acostumou a sempre dar um jeito, mesmo quando suas tarefas pareciam não ter fim, tudo para não escutar que é uma pessoa ingrata e não sabe retribuir favores. Lembre-se, nunca sinta culpa por se afastar e tirar pessoas que sugam toda a força da sua vida. Conquiste a sua independência espiritual, emocional, etc.

Vencemos a manipulação ou as tentativas de manipulação, tendo a nossa mente renovada pela Palavra de Deus, e para isso é necessário ter comunhão diária com Deus, orando, lendo, meditando ou refletindo a Palavra de Deus.

Vencemos a manipulação e os manipuladores usando as armas espirituais, para isso devemos nos revestir da armadura de Deus, conforme Efésios 6:10-18.

Para ter conhecimento sobre essas armas espirituais e como renovar a sua mente, leia:

  1. A importância vital de meditar na PALAVRA DE DEUS
  2. ESTAMOS EM GUERRA

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.